Como usar sua composteira

Como usar sua composteira

Se você fez sua incrível composteira caseira como a ensinada no post Faça sua própria composteira ou se tem qualquer outra composteira em casa, aqui vão umas instruções e dicas do que pode e não pode colocar, qual o processo e como usa o chorume pra fertilizar as plantas.

Como usar a composteira

Quando estiver cozinhando, separe os resíduos vegetais como talos de verduras e cascas de legumes e frutas. Se forem grandes, pique tudo para caber e também decompor mais rápido. Adicione-os na composteira e cubra com uma camada de terra, fechando com o paninho. Se preferir juntar uma quantidade maior para colocar tudo de uma vez, você pode congelar (igual o que faz pro caldo de legumes) e, quando tiver uma boa quantidade, deixa descongelar fora da geladeira e adiciona lá na composteira, cobre com terra, fecha com o paninho.

Você pode colocar até colocar saquinhos de chá, borra de café, restinhos de poda do jardim (sem plantas doentes ou infestadas), folhas e flores secas, cascas de ovo, serragem sem ser tratada, palito de dente.

De tempo em tempo, se a terra estiver seca demais, espirre um pouco de água na superfície, com ajuda de um borrifador, só pra umedecer um pouco pois a umidade possibilita a ação dos micro-organismos. E se estiver úmida demais, coloca um pouco de serragem ou terra seca mesmo por cima e deixa a composteira quieta até secar um pouco.

O que não pode colocar nela

  • frutas cítricas, tipo limão e laranja
  • alho e cebola
  • líquidos
  • gordura
  • laticínios
  • carnes (faça me o favor, né?)
  • comida cozida com tempero, oleo, etc.
  • fezes de cachorro e gato (afe)

Adubando suas plantas com o chorume

Depois de um bom tempo (meu levou um mês e pouco), começa a escorrer o chorume pro compartimento de baixo. É um liquidozinho meio amarelado. Dá uma alegria danada, rs. Daí, quando tiver uma quantidade boa, você solta uma garrafa da outra pra abrir e corre, porque o cheiro é de lascar. Dá uns minutos pro ar circular e o cheiro todo vai embora, juro. É só arejar mesmo que passa.

Você acha de tudo na internet mas vou falar o que aprendi com o biólogo e botânico Anderson Santos no curso que fiz na Escola de Botânica, onde aprendi a fazer a composteira, e que tem dado super certo pra mim: recolhe o chorume e dilui em água na proporção de 1:10. Usa isso pra regar de leve as plantas ou mesmo borrifar nas folhas a cada dois meses.

Não exagera, senão queima as plantas. É um fertilizante bem forte e super hiper mega rico.

Adubando suas plantas com o substrato

O substrato que fica na composteira também é rico em nutrientes e pode ser usado para adubar as plantas. Quando sua composteira já estiver cheia, certifique-se de que o substrato já está lá parado há um bom tempo, uns três meses ou mais, e que o que tinha pra se decompor já se decompôs, porque senão vai ficar um cheirão e vai atrair bicho, daí já viu. Uma vez aconteceu comigo e foi péssimo, rs. Se estiver sem cheiro, sem pedaços de nada (tudo já deve ter se desfeito e estar só a aparência de terra), despeje tudo numa bacia e misture bem. Use esse composto puro por cima da terra dos vasos ou misture com terra para encher novos vasos para novos plantios.

Esvaziando a composteira, é hora de começar tudo de novo 😉